Sobre a DAKE

DAKE

BREVE HISTÓRICO DE FINIS J. DAKE

O pesquisador Les Brown relata alguns fatos importantes sobre Dake:

Finis Jennings Dake nasceu em 1902 e morreu em 1987. Seu filho Finis Junior diz que levou sete anos de constante trabalho para completar as 35 mil notas incluídas na Bíblia de 1.400 páginas.

É uma telogia sistemática virtual e uma compilação dos pontos de vista e doutrinas de Dake.

Dake foi ordenado pela Assembléia de Deus do Texas.

Por um tempo, ele fez trabalhos evangelísticos em Oklahoma.

Mais tarde, mudou-se para Zion, no Estado de Illinois, onde as coisas se complicaram depois de um escândalo que envolveu uma garota de 16 anos de idade.

O jornal Daily Tribune (Tribuna Diária) de Chicago de 27 de maio de 1936, informou que “Uma acusação formal retornada em fevereiro passado em Milwaukee, alega que no dia 23 de abril de 1935, Dake levou Emma Barelli, de 16 anos de idade, de Kenosha, de sua cidade natal para o Leste de St. Louis, com propósitos imorais” (p. 1).

No dia seguinte o jornal informou que Dake deu entrada em hotéis de Waukegan, Bloomington e Leste de St. Louis com a garota sob o nome de Christian Anderson e esposa. Dake, segundo os investigadores do governo, disse que pegou a menina que estava pedindo carona na estrada e ela insistiu para que a levasse até East St. Louis, onde ele daria palestras bíblicas nas comunidades locais.

Dake negou que qualquer ato imoral tivesse acontecido, dizendo: “Eu a levei até lá… mas, não houve qualquer imoralidade.

Eu queria arranjar um trabalho para ela” (Jornal Chicago Daily Tribune, 28 de maio de 1936, p. 17).

Quando Dake foi levado a julgamento em fevereiro de 1937, ele se entregou à misericórdia do tribunal ao declarar-se culpado da acusação de violar a lei Mann Act

(uma lei americana de 1910 que proíbe transportar menores de 18 anos de idade além das fronteiras estaduais para atividades sexuais)

Ele foi sentenciado a seis meses de reclusão na Casa de Correções de Milwaukee.

Dake admitiu ter trocado caricias com a garota, mas, novamente, negou que quaisquer relações impróprias tivessem ocorrido entre ele e ela.

O jornal News-Sun de Waukegan informou: “Se tivesse sido declarado culpado por um processo de júri, o reverendo Dake teria sido condenado a uma sentença máxima de 10 anos numa prisão federal e uma multa de 10 mil dólares” (10/02/1937).

Dake chamou a sentença de prisão de “férias” e disse que usaria o tempo de prisão para pregar aos presos e dedicar o tempo para escrever um comentário sobre a Bíblia.

As Assembléias de Deus cortaram seus relacionamentos com Dake e ele mais tarde uniu-se a Igreja de Deus em Cleveland, Tennessee.

Nunca ficou claro como a sua união com a Igreja de Deus terminou, mas Dake, eventualmente, tornou-se independente de qualquer igreja

www.learntheology.com/problems_dake_bible.html

http://www.ictrindade.com.br/Artigos/artigos.info.asp?tp=130&sg=66&id=374

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s